TOPO
Qual seu estilo?
Vamos falar de maquiagem: Kit básico
Tatuagens delicadas: Inspire-se

Descomplique

O título desse post é um mantra que tenho tentado praticar nessas últimas semanas.

Tenho estado muito para baixo, com eventos relacionados a minha cachorrinha mais velha, a Nina, e finalmente, mas não esperada, a tal depressão da falta do que te é familiar.

Foi difícil entender a razão da tristeza ter sido plantada assim do nada, mas depois de muito pensar, chorar e bater a cabeça a ficha caiu: finalmente me toquei que isso aqui não é uma viagem de férias, e sendo assim todos os meus amigos, familiares e constâncias foram MESMO mudados e agora que entendi, preciso me adaptar.

Não sinto falta do Brasil, AMO morar na Escócia, é um dos lugares que sempre sonhei viver. Só que a vida é uma caixinha de surpresas (Joseph Climber é você? Rs) e mesmo estando no meio da realização de um dos meus maiores sonhos, fui pega de surpresa pela sementinha da saudade.

Com tudo isso em mente não demorou muito para a tristeza ocupar meu coração quase que por completo, começando a afetar meus planos, minha forma de enxergar meus objetivos de vida, e principalmente, causando aquele velho e temeroso sentimento: o medo.
Vivi algumas semanas como um zumbi, duvidando de minha capacidade, pensando que a conquista de um sonho (morar no Reino Unido) foi algo demais para mim, extremamente irritadiça, descontando tudo em todos e fechada para qualquer estender de mão que tentasse me tirar dessa lama que eu estava vivendo.
Obviamente não demorou muito para também afetar minha saúde. Tive uma gripe que não passava com nenhuma medicação do mundo e que levou mais algumas semanas para começar a apresentar um sinal de melhora.

Aí um belo dia acordei e tive um estalo: “Caroline, você precisa tomar a atitude de descomplicar o nó que está virando um emaranhado em sua cabeça e isso só depende de você!”.

Nós, seres humanos, complicamos demais e ficamos completamente perdidos nas linhas tortas que criamos em nossos pensamentos, crendo com afinco que não somos capazes de levantar dos tombos que levamos.
Preferimos escolher o caminho mais difícil, porque temos a natureza desconfiada de que nada deve ser tão fácil.

É óbvio que a saudade existe quando criamos laços verdadeiros, mas isso não significa que as pessoas deixarão de existir em nossa vida, a gente só precisa se adaptar a nova forma de permanência delas.
E o medo é a insegurança do novo caminho que está se abrindo à minha frente, mas que aprendendo a conviver diariamente com essa nova forma de alcançar meus objetivos, conseguirei substituí-lo pelo frio na barriga da conquista.

Não vou dizer que já descompliquei tudo, porque sou humana e tendo a achar mais coisas para complicar, está no gene, rs, mas desde que abri minha mente para esse mantra vi as portas se abrirem novamente, mesmo que ainda devagar, e finalmente reabri meu sorriso de satisfação à nova vida e aceitei os novos passos para alcançar novos sonhos.

E o resultado dessa introspecção é que descomplicando você perde o medo de tentar. ;P

 

Gostou desse post? Então veja também:

Você vive o que posta?

Read more Outros Categoria:

Você vive o que posta?

Amo uma foto! Sendo ela contextual, fazendo carão, aquela pose de modelo (faltando experiência claro, rs), paisagens perfeitas, roupas, makes maravilhosas, comidas de filme em uma mesa arrumada para o close perfeito, tudo como uma boa blogueira deveria gostar certo?

Dunnotar Castle – Escócia

Bom, o close, a roupa, a maquiagem e a vida perfeita, é o que a maioria dos blogueiros querem mostrar hoje em dia, principalmente porque precisam ter retorno financeiro para as marcas com as quais fazem parcerias, mas o que sempre fica no ar é: as pessoas estão vivendo aquilo que postam?
Nem preciso ir muito longe com o “você pratica o que posta” conceito, porque sei que isso já é algo mais intenso, papo profundo para uma discussão calorosa em uma mesa de bar, rs, mas sim enfatizando um tanto o mais importante da vida: viver.
Não quero que vocês pensem que estou tentando causar algum desconforto ou alguma mudança na forma que os blogueiros trabalham, muito menos estou aqui na frente do computador fazendo textão para atingir alguns.
Se estou aqui hoje, escrevendo no meu espaço, isso se deve ao esforço de outros que hoje são grandes nomes no mercado e colhem bons e merecidos frutos de seu trabalho.

Decidi escrever esse post porque por muito tempo me deixei influenciar pela vida e mundo perfeito que os influencers nos mostram nas redes sociais.
Sofri porque achava que a minha vida não era perfeita e não fazia sentido, já que eu não vivia uma vida parecida com as deles e com isso não teria o que eles tinham, e isso me deixou muito para baixo, por muito tempo.
E o que saiu disso? Tentei fingir ser alguém que não era, sempre extremamente crítica com minhas falhas, e acabei vivendo pela metade momentos super importantes que tive e que nem as fotos e vídeos que foram tirados conseguem me fazer sentir a preciosidade do momento, já que eu estava “vivendo” no automático.
Calma gente! Isso não significa que não vivi as coisas boas que me aconteceram até então, tive sim momentos maravilhosos, registrados e não registrados e que me recordo com carinho e saudosismo, mas fico triste por lembrar de situações em que me vi para baixo porque eu não conseguia atingir aquilo que mais idolatrava nos influencers que seguia.
E isso aconteceu até com mais intensidade depois de eu ter criado o blog, vivia desesperada para atingir metas malucas, não era eu mesma nos textos que escrevia e quase deixei meu espaço virar uma espécie de robô, de conteúdos automáticos, que não eram exatamente o que eu gostaria de mostrar, mas era o que eu achava que chamaria atenção de acordo com as tendências daquele momento e me faria alcançar o topo.
Até que um dia, ao tirar uma foto para postar no Instagram do blog eu tive um pequeno surto e achei que estava chegando ao cúmulo de viver como no episódio Nosedive de Black Mirror (se não assistiu, terceira temporada-primeiro episódio, corre porque faz você realmente pensar).

Netflix – Black Mirror 3 temporada, episódio 1

Claro que não era para tanto, mas foi naquele momento que me toquei que precisava voltar a viver e sentir mais intensamente a minha vida, e que eu claramente estava virando uma cópia mal elaborada de outros apenas para conseguir seguidores, curtidas e parcerias, que em muitos casos não seriam exatamente o que eu queria quando decidi começar isso aqui.
Obviamente eu quero seguidores, eu quero curtidas, parcerias e trabalhos que o blog possa me proporcionar, mas tudo isso eu quero sendo eu, me dando realmente prazer por ter conseguido, mostrando a minha realidade, o meu caminho para chegar aqui e tentar influenciar as pessoas da forma que eu gostaria de ser influenciada.
Parece até piegas né? Mas é a verdade.

Instagram x Vida real

Acho muito importante pensarmos nessas coisas, tentarmos entender porque seguimos uma marca, algo/alguém e gostamos de algo e realmente chegar a raiz da questão: se estamos nos deixando influenciar sem nenhum contexto aparente ou só por aparência, porque o mais importante de tudo isso é não perdermos nossa essência.
A essência é o que nos faz sermos indivíduos, peculiares e únicos, e isso está marcado nas pessoas desde uma característica social ao estilo de se vestir.
Sabe aquela sensação de vazio quando você faz porque é tendência, mas não consegue se identificar com o que está fazendo?
É exatamente nesse ponto que eu quero mexer, para mim e para você.

Mas não me entenda errado, eu quero sim falar e tirar muitas fotos sobre moda, lifestyle, maquiagens, culinária e o que mais me der na telha, só não quero seguir padrões, quero criar o meu padrão e ajudar as pessoas a criarem os delas, a serem o melhor que elas puderem ser, como elas mesmas.
Mesmo que algumas vezes seja um pouco igual aos outros, achar onde eu me encaixo e basicamente viver tudo aquilo que posto aqui e nas minhas redes sociais. Tentar fazer com que vocês, leitores, se encontrem e vivam também.
Tenho testado essa teoria a algum tempo e acredito que esteja dando muito certo. Agora quero contar com vocês para continuar nesse caminho.

Então, vamos começar?

 

Gostou desse post? Então veja também:

Read more Outros Categoria:

Contextualizando…

E depois de quase um ano de indecisões e mais alguns meses de uma mudança super drástica, porem boa em minha vida, estou de volta.

Não e fácil se sentir perdido, e menos ainda tentar mudar sua carreira depois de uma vida inteira achando que você nunca conseguiria ou poderia, e por um longo período, inclusive depois de ja ter começado o blog, essa duvida e insegurança me perseguiram a quase todo momento.

Isso me deixava mal, me deixava para baixo e em alguns momentos me davam um boost de energia para continuar, porem a negatividade da insegurança e um bichinho arteiro e acabou tomando conta e me fez quase desistir de tudo, me achando uma completa incompetente para lidar com esse mundo e com a forma que ele esta tomando.
Fiquei um bom tempo pensando, analisando, cogitando outras coisas relacionadas a moda, maquiagem, culinária, enfim lifestyle no geral, que condissessem com as minhas expectativas, mas o sonho do blog, de fazer algo diferente na essência para o mundo, continuava ali, batendo na porta do quartinho de fundo que tinha na minha cabeça, tentando me dizer que ele não ia a lugar algum, por mais longe que aquele quartinho estivesse e por mais que eu tentasse distancia-lo ainda mais para não ouvir.
E bom, resolvi voltar, resolvi novamente tentar fazer o que eu quero, e não o que o mundo espera de mim como blogueira e sim o que eu quero passar para quem tiver a mínima curiosidade de entrar aqui. As vezes ate ser um pouco igual aos outros, mas manter o que eu sonhava e continuo sonhando.

E eis que no meio desse processo de auto conhecimento e inseguranças aparece uma das melhores oportunidades que poderiam aparecer na minha vida, um sonho de criança: sair do pais e morar no Reino Unido, mais precisamente, na Escócia.
Foram meses de processos burocráticos para sair do pais. Marido, enteada e cachorras, a família toda, e aquela expectativa de como seria, se atenderia ao que eu esperava ou se seria um total desastre, porque sonhos tem dessas coisas ne? Quando estamos na porta para realiza-los, o medo nos faz cogitar tudo que poderia dar errado.
Realizar um sonho e algo completamente fora da nossa realidade de pensamento, sempre sonhamos para nos dar impulso de seguir, mas raramente cogitamos realiza-los.

E bem, acho que quem me segue no Instagram e a pagina do blog no Facebook ja percebeu que meu sonho não so atendeu as expectativas com as superou, mas claro ainda estou em fase de namoro, nos primeiros meses, e tenho muita coisa para mostrar e falar e espero que vocês gostem do que esta por vir.

E nesse contexto, quero dizer que algumas coisas vão mudar, futuramente algumas mudanças no design do blog, tipos de posts e comprometimento com a coisa toda.
Eu sempre quis me sentir compelida a postar e não obrigada, então de agora em diante e assim que vai ser.

E o conteúdo? Você deve estar se perguntando. Bem, não tenho um tipo, uma nomenclatura especifica para o que teremos, teremos de tudo que me atingir e eu sentir a necessidade de escrever, desde uma dica de moda a um texto sobre o formato das folhas secas que caem das arvores no Outono (ok, não exatamente isso, rs), mas acho que isso exemplifica bem que seremos amplos, desde que eu, como responsável por esse espaço, acredite que seja interessante de repassar, sem regras, sem cronogramas.
Acredito de coração que vocês se sentirão muito mais próximos com o conteúdo dessa forma do que da forma automática que eu estava me vendo obrigada a fazer, para atingir um mundo que não era o que me agradava no que tange o mundo blogueiro, e sim so trazia mais leitores fantasmas, que não se sentiam tocados pelo assunto exposto e em muitos casos so curtindo no automático.

Espero que vocês tenham tido a paciência de ler ate aqui e que sintam que tem liberdade não so para ler, mas para opinar, dar suas dicas e pontos de vista. Afinal, temos muita fofoca para colocar em dia não e mesmo?

Com carinho,

Caroline Daudt.

Read more Outros Categoria:

Estamos quase voltando!!!

Oi pessoal!!! Quanto tempo nao apareco por aqui nao e mesmo?

Muita coisa mudou e muita coisa esta por vir, mas quis passar para dar um oi e dizer que apos todo o meu processo de mudanca de vida (sim, estou morando fora do Brasil, iupiiii!) e de mudancas profissionais, estou comecando a colocar o blog em ordem para comecar a blogueirar nessas terras estrangeiras com muitas novidades para voces!!! =)

Espero que voces continuem pacientes, se alguem ainda estiver por ai (espero que sim!!!!), rs!!!

Um beijao a todos voces, amigos e leitores, que acreditaram em mim e que ainda acreditam! E por causa de voces que estou aqui! =)

P.S.: Desculpem a falta de acentos, o teclado do notebook que estou nao e do Brasil!!! =(

Read more Outros Categoria:

Look de Ano Novo

E aí pessoal!
Como foram as festas de fim de ano de vocês?
As minhas foram bem calmas e tranqüilas, e com muita piscina para agüentar esse calor Rio 50° que está por aqui.

Aproveitei que o blog fez um ano de existência (ehhh!!!!) para fazer algumas resoluções de acordo com o público e com o que foi mais acessado por aqui e também abrindo as portas para colocar em prática algumas coisas que estavam pendentes.

E a primeira resolução que fiz foi de finalmente abrir os posts de looks aleatórios, começando pelo primeiro do ano: o look de Ano Novo.

Como passaria a virada numa “festa da piscina” entre amigos, não queria nada muito social ou com nível hard de dificuldade de movimento, então a procura acabou não sendo tão difícil, já que tudo aqui pelo RJ acaba sendo muito praiano e confortável.

Só que visitando algumas lojas físicas achava sempre tudo muito caro e de péssima qualidade, e apesar da vontada de passar o fim de ano em uma roupa nova a contenção de despesas também nos faz analisar as prioridades e riscos.
Então já quase desistindo da idéia resolvi dar uma olhadinha boba em algumas lojas no Instagram e eis que encontro o look perfeito na Loja Prosa:

450xn

Loja Prosa

Fiquei muito apaixonada e decidi passar por cima das minhas regras de compras de roupas online e decidi testar. A paixão não poderia ser maior ao vivo:

primeira-eu

Não sei se dá para perceber, porque as fotos ainda não são das melhores (outra resolução de ano novo: fotos de looks profissas, rs), mas a roupa é muito confortável! A composição do tecido do cropped é na maior parte de linho, por isso ajuda um pouco a controlar o suor que este calor não deixa passar, a saia é de uma viscose meio molinha, não gruda no corpo com o calor e a sandália é uma aquisição antiguinha da Vizzano que eu amo.

Fiquei muito feliz com minha escolha e de quebra ainda sai testando algumas poses, rs.

tres

No fim ainda consegui tirar uma foto muito boa da make e resolvi juntar ao post, porque realmente estava inspirada ao fazê-la. Quem sabe também não começo a fazer posts de makes em passo-a-passo? (Seria isso mais uma resolução? Saberemos mais para frente, rs).

make

Mandem suas fotos dos looks de ano novo, que podemos fazer uma compilação dos melhores para um post de inspirações!

E Feliz Ano Novo à todos! Esperamos que 2017 seja um ano de muitas alegrias e boas surpresas para todos! =)

Gostou desse post? Então veja também:

Read more Beleza Categoria:
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com