TOPO

Vida de imigrante: Choque cultural x Estilo Pessoal

Quando a gente estuda sobre imagem e estilo pessoal sai entendendo o conceito geral, uma base de estilos, corpos, formatos e cores, e devemos usar esse aprendizado para fazer com que nossas clientes se sintam confiantes na vestimenta e imagem que elas querem passar para o mundo. Sendo assim, é natural que você foque esse trabalho no lugar onde vive e que como consequência seus clientes vivem.

Por isso posso dizer que ter a experiência de mudar para outro país com clima, e principalmente cultura tão diferentes é assustador e desafiador, mas ao mesmo tempo faz com que a gente saia da nossa caixinha e tente colocar em prática tudo que aprendeu.

Esses dias estava passeando pelas fotos de looks que tirei desde que cheguei aqui (você pode ver a maioria no Instagram do blog, se não segue, clique aqui! ) e percebi que em cinco meses consegui um avanço considerável em variaçōes apropriadas ao meu estilo e cultura local.
Resolvi perseguir alguns pontos que mesmo com todo o aprendizado, ainda não tinha colocado em prática no Brasil. Basicamente pelo fato de odiar o clima quente e sentir preguiça de viver na sauna, risos.

O interessante é que apesar do meu pânico as fotos me fizeram ver que consegui manter uma evolução palpável ao longo desses meses, e isso acabou dando um boost no meu projeto de ousar um pouco mais em alguns contextos que por medo acabo deixando meio de lado.

Por conta desse medo e da vontade de melhorar, que acredito muita gente ter por aí, achei legal compartilhar alguns desses looks aqui no blog e falar um pouco sobre eles.

Nos looks acima consigo perceber que não só ainda estava vinculada ao clima mais quente do Brasil, como também usando poucas peças, uma combinação bem simples de 3×1, para evitar que o mix que eu fizesse tivesse mais chance de erros, e poucas cores. Apesar de conseguir visualizar algumas estampas, elas estão em um ambiente de conforto, com peças neutras que não as destacam, apenas disfarçam.

Já nessa segunda leva, percebo que evolui um pouco nos quesitos sobreposições e mix de estampas. Na minha cabeça preciso incluir um pouco mais desses mix de estampas, sobreposiçōes e acessórios. Então é onde estou focando em aprimorar, e apesar de ainda ver peças neutras e lisas, que representam a minha linha de conforto, consegui inserir de forma gentil, mas visível, esses pontos que sinto falta no meu modo de vestir.

Na Consultoria de Imagem e Estilo a análise visual é algo muito importante para identificar onde podemos evoluir e corrigir, vendo na prática o que não gostamos e não conseguimos identificar.
Então se tem uma dica certeira que posso dar para vocês é que toda vez que estiver em dúvida quanto ao que está vestindo, tire fotos do look.
A minha responsabilidade como consultora é ajudar as pessoas a colocar em ordem a própria essência, porque o feeling do que não nos cai bem, nós já temos, o que muitas vezes precisamos é de um impulso para usá-lo da maneira correta.

Agora quero ouvir de vocês: Quais são seus pontos fracos no estilo? O que vocês acreditam que podem melhorar, mas não sabem como? Ou vocês se sentem um peixe fora d’água quando se trata desse assunto, mas gostariam de melhorar?
Vamos trocar figurinhas e quem sabe eu não possa ajuda-los?

 

Gostou desse post? Então veja também:

0

Oi! Me chamo Caroline Daudt, nascida no interior do Rio de Janeiro, de coração inglês e atualmente morando na Escócia!
Formada em Administração, Consultoria de Imagem Estilo e Maquiagem Profissional e nas horas vagas aspirante a chef.
Casada, mãe de duas cachorrinhas idosas e madrasta de uma adolescente milennial.
Uma sonhadora incomum para um mundo comum.

Comments

comments

About Caroline Daudt

Oi! Me chamo Caroline Daudt, nascida no interior do Rio de Janeiro, de coração inglês e atualmente morando na Escócia! Formada em Administração, Consultoria de Imagem Estilo e Maquiagem Profissional e nas horas vagas aspirante a chef. Casada, mãe de duas cachorrinhas idosas e madrasta de uma adolescente milennial. Uma sonhadora incomum para um mundo comum.

Comments

  1. Jan Zac disse:

    Hello ,

    I saw your tweets and thought I will check your website. Have to say it looks very good!
    I’m also interested in this topic and have recently started my journey as young entrepreneur.

    I’m also looking for the ways on how to promote my website. I have tried AdSense and Facebok Ads, however it is getting very expensive. Was thinking about starting using analytics. Do you recommend it?
    Can you recommend something what works best for you?

    Would appreciate, if you can have a quick look at my website and give me an advice what I should improve: http://janzac.com/
    (Recently I have added a new page about FutureNet and the way how users can make money on this social networking portal.)

    I wanted to subscribe to your newsletter, but I couldn’t find it. Do you have it?

    Hope to hear from you soon.

    P.S.
    Maybe I will add link to your website on my website and you will add link to my website on your website? It will improve SEO of our websites, right? What do you think?

    Regards
    Jan Zac

    • Hello Jan Zac!!

      Thanks for your comment!!

      At the moment I’m using Analytics, because I think is better for now, but those things we need always be aware, because it change every now and then.

      I’ll give a go to your website, and if has something similar to my content I think it will be great to trade adds!!

      Bye for now!! =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com